As dores e as delícias do primeiro encontro – Parte 8

Leia aqui a Parte 1, Parte 2, Parte 3Parte 4Parte 5Parte 6 e Parte 7.

Ao abrir a porta de casa, Ana percebeu que havia deixado o notebook ligado, com a página do Facebook aberta (o que não era um problema, já que ninguém ia mexer lá mesmo). Quando ia desligar, viu que tinha algumas notificações e foi conferir.

“Você foi convidada para o evento: Churrasco na casa do Gustavão”
– Gente, quem me convidou pra esse churrasco? – Nada mais, nada menos que a Livinha! Aquela doida tá em todas!

Ana rapidamente rolou a página e viu que os convidados eram muitos. O churrasco era naquele esquema de: é só chegar. Pagando, é claro.

Antes que ela pudesse recusar o convite, piscou a janelinha do chat, era a Lívia.

– AMIGAAAAA, viu o convite que te enviei?

– Vi sim… – antes que Ana pudesse terminar de escrever, novas mensagens já tinham aparecido na tela.

– Tá esperando o que pra confirmar? Você PRECISA ir comigo!

– Mas Livinha…

– Confirma logo! O Beto vai estar lá e me chamou pra ir! Sim amiga, ele me chamou pra ir! A gente precisa ir, por favor, por favor. Nunca te pedi nada! Vamos!!!!

(Vale lembrar aqui que Livinha é apaixonada pelo Beto desde o primeiro ano da faculdade. O que tem de lindo, Beto tem de lerdo. Só agora ele notou os olhos brilhantes de Livinha e finalmente tava entendendo o que ela queria com ele.)

Ana pensou e pensou… Será que seria muito descaramento aparecer nesse churrasco? Ela ia parecer aquelas neuróticas que ficam atrás do cara o tempo todo?

Ah, dane-se. Ela ia! Pela Livinha, é claro… Aham!

– Tá bem amiga, eu vou!

– OBAAAAAAAAAAAAA! Mas porque você demorou tanto pra topar?

– Depois eu te conto, bobagem minha. – Ana preferiu esconder os fatos da amiga, porque não tava no clima de contar tudo pelo Facebook. Livinha é empolgada demais e Ana só queria saber de dormir. Antes, é claro, ia ver alguma série na Netflix. Rotina, sabe como é…

– Então até amanhã amiga! Te encontro ai! Já disse que te amo muito?

– Na verdade já, eu também te amo, maluca!

Após desligar o notebook, Ana seguiu para o quarto para a missão de escolher a roupa do churrasco. Sim, ela é dessas que planeja a roupa no dia anterior.

Depois de colocar metade do guarda-roupa em cima da cama, ela escolheu um short jeans desfiado de cintura alta, um top cropped azul marinho e uma rasteira de pedras.

O celular dela vibrou, era uma mensagem de Gui:

“Ana, curti muito o nosso encontro de hoje. Você é incrível! Um beijo”

Antes que perdesse a coragem, ela rapidamente respondeu:

“Também curti muito. Espero o próximo! Um beijo!”

Segundos depois:

“Também espero, boa noite! ;)”

“Boa noite! ;))”

Ana ligou na Netflix e antes de dormir assistiu 2 episódios de Suits. Ela já tinha assistido tudo, mas gostava de rever seus favoritos. E toda e qualquer oportunidade de ver Harvey Specter merece ser aproveitada.

O dia amanheceu lindo, com aquele sol bonito no céu azulzinho. Tá vendo? Até o tempo estava ao seu favor.

Levantou preguiçosamente e tomou uma vitamina de frutas. O churrasco seria só às 15h. Então aproveitou para fazer uns exercícios na academia do prédio, não seria nada mal perder umas graminhas pra mais tarde. (Sonha Ana, sonha.)

Após 1h caminhando e correndo na esteira, ela estava exausta e muito suada. Subiu até o seu apartamento pelas escadas, afinal, quem tá na chuva é pra se molhar.

Tomou um demorado banho e vestiu seu roupão. Era melhor comer algo em casa antes, porque ela sabia que a maioria dos churrascos quer dizer “cerveja e 2 fatias de carne pra cada um” e ela não queria passar fome.  Comeu um resto de arroz integral com frango e tomate do dia anterior e começou a produção.

Era demais fazer baby-liss? Sim, era. Mas ia fazer assim mesmo, só nas pontinhas. E delineador? Com esse calor… melhor não. Passou um BB cream de leve, um blush rosadinho e um protetor labial com cor.  Ela não queria se produzir muito  pra não dar muita pinta. Olhou no relógio 14:15. Agora era só esperar pela Livinha.

Uma checadinha no snapchat, outra no instagram e o interfone tocou. Lívia já estava esperando na portaria. Ana pegou a bolsa e foi encontrar a amiga.

– UAU hein dona maravilhosa!!!!! – Livinha era do tipo que não poupava elogios.

– Até parece amiga – Ana corou.

– Quanto tempo, dá aqui um abraço! Você tá linda, que cabelo!

– Nem me fala, eu tava morrendo de saudades de você! – Enquanto abraçava a amiga, Ana viu que Livinha tinha feito uma tatuagem nova nos ombros. Uma palavra em árabe. – E essa tatuagem ai?

– Você gostou? Fiz mês passado!

– Bonita ela tá, mas eu não faço ideia do que está escrito…

– Então, é família. Bom, pelo menos o tatuador disse que era. E deu uma gargalhada.

Livinha era assim, levava a vida no maior alto-astral, por pior que as coisas estivessem. Por isso que Ana torcia tanto pela felicidade da amiga… Por mais maluquinha que ela fosse,  era daquele tipo de pessoa que a gente sabe que merece o melhor.

 – Então vamos? – Disse Lívia.

– Bora! Há quanto tempo você não vê o Gustavo?

– Ih amiga, não faz pergunta difícil não. E até parece que eu to ligando pro Gustavão. O churrasco dele é só um meio pros meus fins.

Ana riu e quase disse que pra ela, era também. Mas antes, precisava contar a história toda pra amiga.

Após colocar todo o papo em dia, Lívia estava radiante e falou toda empolgada:

– Peraí dona Ana, então ele vai estar lá no churrasco? Vou conhecê-lo?

– Estar lá ele vai, mas não sei se vou ter coragem de chegar perto dele. Acho que vou passar o churrasco inteiro me escondendo.

– Não vai mesmo! Eu não permito! Agarra esse bofe!

– Mas amiga, ele nem me chamou pra ir. Tô me sentindo muito penetra!

– É um evento que estava no facebook, você não precisa de convite dele. Nem é na casa dele…. Aliás, eu convidei você. Tá tudo certo!

– Não sei não…

– Relaxa! Eu to com você!

– Não sei por que, mas isso não me conforta muito! – E as duas caíram na risada.

Dez minutos depois, estavam tocando o interfone da casa do Gustavão. Ninguém falou nada do outro lado da linha, mas o portão principal se abriu segundos depois.

Ana tinha que reconhecer, a casa dele era um espetáculo! No quintal, uma piscina enorme com várias espreguiçadeiras do tipo que só se vê na TV. Um quiosque do lado da quadra de futebol, com um freezer gigante. Circulavam pela festa uns 2 ou 3 garçons, levando os mais variados tipos de drinks. E para a sua surpresa, tinha muita comida! Dava pra sentir o cheirinho de pão de alho do outro lado da rua. A churrasqueira estava cheia de carne e todo mundo parecia muito bem servido.

– Não acredito que vou comer bem num churrasco pela primeira vez na minha vida! – disse Livinha.

– HAHAHAHAHA, tirou as palavras da minha boca, amiga! Nunca gastei 50 reais tão bem gastos.

Ana logo avistou Guilherme. Ele estava tão lindo… Com uma camisa polo azul bebê, uma bermuda grafite e… Pera aí? Quem é aquela conversando com ele?

Aquele cabelo… Só podia ser a Marcela!

Inacreditável… ela pensou. Antes que pudesse falar qualquer coisa, seus olhos se encheram de lágrimas. Eu não deveria ter vindo! Eu sabia que ia dar errado…

Enquanto tentava disfarçar a cara de choro, seus olhos se encontraram com os de Guilherme. Ela rapidamente virou de costas e já estava indo embora, sem nem olhar para trás.

Até que ouviu um grito.

– ANA, ESPERA AI!

(Continua)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s