[Resenha] Lado a Lado (1998)

Anna (Jena Malone) e Ben Harrison (Liam Aiken) não aceitam o novo relacionamento do pai (Ed Harris) com a madrasta (Julia Roberts). Na cabeça das crianças, os pais não tentaram o suficiente e o lugar do pai é junto com a mãe (Susan Sarandon).

Jackie e Luke Harrison - Lado a Lado

Jackie e Luke Harrison – Lado a Lado (reprodução da internet)

Isabel Kelly está tentando conquistar o respeito das crianças, mas essa não é uma tarefa fácil, pois elas estão irredutíveis. É como se ao aceitarem a madrasta, estivessem traindo a própria mãe.

Isabel Kelly - Lado a Lado

Isabel trabalha como fotógrafa e é excelente no que faz! (reprodução da internet)

No desenrolar da história, Jackie Harrison (a mãe) é diagnosticada com um câncer em fase terminal. Ver a incerteza da vida perante os seus olhos fará com que ela mude a forma de enxergar o mundo ao seu redor.

Lado a Lado filme

Jackie e os filhos, Anna e Ben (reprodução da internet)

Que filme lindo!

A princípio, Lado a Lado parece ser uma história recheada de clichês, mas foram tantas lições lindas que eu fui surpreendida com a grandeza desse filme! A evolução e amadurecimento dos personagens é nítida. Se no início todo mundo parece viver sob tensão, aos poucos cada um conquista o seu espaço e as coisas fluem naturalmente (assim como na vida).

Lado a Lado filme

Isabel e Jackie (reprodução da internet)

Isabel e Jackie são mulheres completamente diferentes, no começo existe aquela rivalidade boba de ex e atual, mas quando uma dá a oportunidade de conhecer a outra de verdade, as coisas tomam outro rumo! E as crianças também acompanham essa evolução. Se antes eles viam Isabel como a inimiga que quer roubar o lugar da mãe, agora entendem que ela está ali para desempenhar o próprio papel e que ela não tem intenção alguma de ser uma substituta de alguém insubstituível.

Não é preciso que a mãe saia de cena para que Isabel conquiste seu espaço no coração das crianças! A construção dessa relação foi incrível de acompanhar, me emocionei bastante!

O personagem Luke (pai) não foi tão bem explorado quanto eu pensei que seria, mas confesso que gostei do foco ser nas duas mulheres e nas duas crianças. A doença de Jackie é apresentada de uma maneira muito singela, sem apelar para o dramalhão forçado. Mas por já estarmos tão envolvidos com os personagens, a emoção vem com facilidade.

7f5a3fccd4f1d226ddc78c38a6b9a39c

Ben Harrison (reprodução da internet)

Os diálogos são maravilhosos e dão uma sensação de conversas reais. Nada soa falso ou forçado, é como se os personagens fossem pessoas do nosso convívio que estão aprendendo a lidar com as novas situações da vida. E o que dizer das atuações? Dignas de palmas! É como se todos os atores tivessem entrado de verdade nos papeis, tamanha a veracidade das emoções transmitidas.

Destaco também a trilha sonora, que é super marcante e os cenários que são lindos! É definitivamente um filme que aquece o coração e emociona de um jeito sincero! Além de proporcionar diversas reflexões, entre elas a efemeridade da vida e as relações que construímos ao longo da nossa existência. É uma pedida excelente para assistir com a família ou sozinho (acompanhado de uma caixa de lenços)!

Lado a Lado

Jackie e os filhos numa das cenas mais fofas do filme! (reprodução da internet)

Se você é assinante Netflix, o filme está disponível no catálogo!

Confira abaixo o trailer do filme:

Esse foi o Filme 1 do projeto 52 filmes para 2018. Espero que tenham gostado da resenha!

5251a18f55378e6d7deedc7db39c425dFicha técnica: Resenha

Filme: Lado a Lado (Stepmom)

Direção: Chris Columbus

Ano de lançamento: 1998

Duração: 2h5m

Nota: 4.5/5

Veja a página do filme no Filmow

Até o próximo post!

Beijos!

Anúncios

2 comentários sobre “[Resenha] Lado a Lado (1998)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s